[Matéria] A Origem dos Nomes

OpenSuSE

Linux: A Origem dos Nomes Antes de ter o nome OpenSuSE, a distribuição tinha o nome de SuSE Linux, sendo que existe uma outra distribuição Linux chamada SuSE Linux Enterprise. A mudança de SuSE Linux para OpenSuSE foi justamente para não haver confusão quando alguém se referia a uma das distribuições apenas pelo nome “SuSE”.

S.u.S.E é o acrônimo alemão de: “Software- und System-Entwicklung” (desenvolvimento de software e de sistemas). Esse era o nome da empresa que desenvolvia o OpenSuSE, que na época era uma tradução do Slackware Linux para alemão.

Porém há quem diga que o nome SuSE é uma homenagem ao pioneiro da computação na Alemanha Konrad Suze.

Fedora

Linux: A Origem dos Nomes Como muitos sabem, Fedora é uma distribuição criada pela RedHat (chapéu vermelho). O nome RedHat é uma referência ao boné vermelho do time de Lacrosse da Universidade Cornell.

Obs.: Essa informação foi conseguida aqui. Linux: A Origem dos Nomes

E Fedora é o nome de um modelo de chapéu…

Será que já deu para perceber? Acontece que o chapéu vermelho que vemos no logo da RedHat é do tipo Fedora. Daí a origem do nome dessa distribuição, criada pela RedHat.

Para mais informações sobre a origem do nome Fedora, consulte o seguinte artigo: A Origem do Nome Fedora

Debian GNU/Linux

Linux: A Origem dos Nomes O nome da distribuição Debian (pronuncia-se “débian”) tem sua origem nos nomes dos seus criadores: Debra e Ian Murdock, que são casados.

A distribuição foi lançada em 1993 e é a distribuição oficial do projeto GNU.

Mandriva

Linux: A Origem dos Nomes O nome da distribuição Mandriva vem da união de duas empresas: a francesa Mandrake e a brasileira Conectiva. Antes dessa fusão, cada empresa era responsável pelo desenvolvimento de uma distribuição Linux diferente.

Hoje a empresa possui uma sede administrativa em Paris e um centro de desenvolvimento em Curitiba.

Slackware

Linux: A Origem dos Nomes A distribuição Slackware tem esse nome como uma referência ao termo “slack”, usado pela Igreja de Subgenius (Church of SubGenius).

Mas o que é “slack” e o que é Igreja de Subgenius?

Igreja de Subgenius é uma pseudo-religião que satiriza outras religiões e crenças que envolvem conspirações mundiais, extra-terrestres etc.

O símbolo dessa religião é o “Bob com cachimbo”, daí a origem do símbolo “Tux com cachimbo” como mascote da distribuição Slackware!

Linux: A Origem dos Nomes Linux: A Origem dos Nomes

“Slack” é um termo muito utilizado na Igreja de Subgenius. Na verdade “slack” é o termo que define a crença central da Igreja de Subgenius. Geralmente o termo significa sentimento de liberdade, de independência e um pensamento original que surge quando você atinge os seus objetivos pessoais.

A Igreja afirma que todos nascemos com o Slack Original, mas este nos foi roubado por uma conspiração mundial de pessoas normais, os “pinks”.

Com isso chegamos à conclusão de que o nome Slackware é uma referência ao “slack”, ou seja, ao sentimento de liberdade, originalidade e independência. Seria algo como: “não pense como os outros (pinks), seja original e independente”.

Kurumin

Linux: A Origem dos Nomes - Parte 2

Kurumin é o nome de uma das mais famosas distribuições Linux brasileiras. Seu nome vem de “curumim”, do tupi-guarani, língua indígena, que significa “criança” e começa com a letra “K” em referência à distribuição Knoppix, que serviu de base para ela.

O mascote do Kurumin é um pinguim indígena. É uma distribuição criada para usuários iniciantes, de fácil uso, por isso a referência à “criança”. A distribuição foi descontinuada em 2008.

Knoppix

Linux: A Origem dos Nomes - Parte 2

Knoppix é uma distribuição baseada na distribuição Debian e que tem seu nome tirado de uma derivação do nome do seu criador: Klaus Knopper, com a influência do nome Unix, que é o sistema do qual o Linux se originou.

O seu símbolo faz referência ao desenho do Homem Vitruviano de Leonardo da Vinci. Esse desenho é baseado nos conceitos do arquiteto Marco Vitruvio Polião que viveu no século I a.C e mostra a perfeição geométrica das medidas do homem baseadas na proporção áurea.

Arch Linux

Linux: A Origem dos Nomes - Parte 2

Arch Linux, ou apenas Arch, é uma distribuição cujo nome nada mais é que o substantivo “arch”, que significa arco em inglês. Substantivo usado como radical em palavras como “architecture” (arquitetura).

Um dos diferenciais dessa distribuição é a sua otimização para processadores de arquiteturas i686 ou superiores. Arch se pronuncia “ártch”, como na palavra “archer” (arqueiro).

Seu símbolo lembra uma pirâmide (uma maravilha arquitetônica), mas com um arco na base que acaba formando, no conjunto, algo semelhante a letra “A” (de Arch Linux). Seu lema é “Keep it simple, keep it lightweight” (mantenha-o simples, mantenha-o leve), que é um lema baseado no princípio KISS (keep it simple, stupid), seguido por distribuições como Slackware.

FreeBSD

Linux: A Origem dos Nomes - Parte 2

FreeBSD não é Linux, mas é um sistema baseado no BSD, que por sua vez é um sistema do tipo Unix. A origem do nome FreeBSD e BSD se misturam. BSD vem de Berkeley Software Distribution, algo como: programa de distribuição de Berkeley. O nome é apropriado já que esse sistema foi desenvolvido na Universidade de Berkeley.

O FreeBSD é apenas uma das diversas variações desse sistema. o “Free” significa livre em inglês, pois trata-se de um sistema operacional livre. Seu mascote é um diabinho vermelho que se chama Daemon (demônio em grego), isso devido ao fato do sistema utilizar daemons, que são programas executados na memória e que atendem requisições do processador. Seu lema é “The power to serve”, o poder para servir. Sistema muito utilizado em servidores.

Conectiva

Linux: A Origem dos Nomes - Parte 2

Conectiva é o nome de uma distribuição brasileira que não existe mais. A Conectiva se fundiu com a Mandrake e criaram a distribuição Mandriva. Conectiva é um nome que lembra conectividade.

Mandrake

Linux: A Origem dos Nomes - Parte 2

Mandrake era o nome de uma distribuição Linux, que agora é conhecida como Mandriva (fusão de Mandrake com Conectiva). Mandrake, o mágico, é o nome de um personagem de quadrinhos dos anos 30, do mesmo criador do personagem Fantasma. O símbolo dessa distribuição é um Tux com capa e cartola, as mesmas vestes do Mandrake, o mágico.

Puppy Linux

Linux: A Origem dos Nomes - Parte 2

Puppy Linux é uma distribuição leve e live-CD (não precisa instalar no HD, funciona direto no CD). “Puppy” significa filhote em inglês. Seu objetivo é ser isso mesmo, um filhote, ou seja, pequeno e atraente.

Existem algumas versões que são variações do Puppy como o Chubby Puppy (filhote gordinho) que vem com programas mais pesados como o OpenOffice; Barebones Puppy (algo como: filhote esquelético) que não tem ferramentas gráficas e Puppy Unleashed (filhote separado?) que permite ao usuário escolher os aplicativos que comporão o live-CD.

Linux Mint

Linux: A Origem dos Nomes - Parte 2

Linux Mint é uma distribuição baseada na distribuição Ubuntu. “Mint” significa hortelã em inglês, considerado um sabor refrescante e agradável. Seu objetivo é ser uma distribuição de fácil uso. Seu tema padrão é verde, cor sempre associada ao sabor hortelã (menta) nos produtos alimentícios. Seu símbolo lembra uma folha verde.

Big Linux

Linux: A Origem dos Nomes - Parte 2

Big Linux tem o objetivo de ser uma distribuição completa para desktops. Atende todas as necessidades do usuário final, diferente de algumas distribuições em que o usuário precisa montar o sistema aos poucos.

Big Linux possui uma grande quantidade de programas já instalados, daí o seu nome: Big Linux (Grande Linux).

GoblinX

Linux: A Origem dos Nomes - Parte 2

GoblinX é uma distribuição live-CD baseada na distribuição Slackware. Seu lema é “GoblinX Linux, Porque Beleza é Fundamental”. Seu objetivo é também proporcionar uma sensação agradável devido sua aparência. Algo um tanto estranho quando analisamos a origem do seu nome.

Goblin é o nome de uma criatura de fantasia (normalmente encontrada em histórias de fantasia medieval) que são feias, normalmente verdes e narigudas. o “X”, no nome, supõe-se que seja devido ao Linux/Unix. Seu símbolo tem a figura de um Goblin.

Damn Small Linux

Linux: A Origem dos Nomes - Parte 2

Damn Small Linux, também conhecida como DSL é uma distribuição live-CD que tem por objetivo ser muito pequena e leve. Daí a origem de seu nome que significa algo do tipo: “Linux danado de pequeno!”.

Sua imagem ISO tem menos de 50MB, no entanto é um sistema completo. Seu símbolo possui a imagem de um pequeno pinguim.

BackTrack

Linux: A Origem dos Nomes - Parte 2

BackTrack: distribuição apreciada por hackers e analistas de segurança. É live-CD e foi criada para testes de penetração (pen tests). “Back track” significa volta completa, ou seja, uma volta que termina no mesmo ponto em que começou.

Isso lembra a ideia de loopback, que é um laço onde qualquer mensagem enviada é recebida pelo mesmo canal de envio. Faz sentido, já que o usuário testará a penetração, simulando ataques, ele mesmo obterá o resultado dos testes.

Créditos: xerxeslins

    • Vitalino Victor
    • 15 dezembro, 2009

    Gostei desse tópico . Muito interessante as origens da nomeclatura dessas distribuições . Que que o amor é capaz de fazer ? rsrs até um nome de um sistema operacional🙂

    • Neuroexplo
    • 15 dezembro, 2009

    hehehe é mesmo em Vitalino🙂

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: